top of page
  • Foto do escritorALDEIA

TESTE CARDIOPULMONAR. PERFORMANCE COM BEM ESTAR!

O Teste Cardiopulmonar ou Ergoespirometria como também é chamado não se limita apenas ao aumento da performance dos atletas profissionais e amadores, muito pelo contrário, a mesma ferramenta que auxilia esses atletas a alcançarem os objetivos e otimizarem o desempenho, é usada para promover a saúde das pessoas que estão sofrendo com condições cardiovasculares e metabólicas, ou aqueles que estão em condições sedentárias e em desequilíbrio.

Todas as avaliações são feitas de forma segura e detalhista, com o acompanhamento de profissionais dedicados da cardiologia.

Conheça a importância da avaliação e acompanhamento que eu faço com os meus pacientes, e como a vida de pessoas comuns que sofrem de sedentarismo, hipertensão, além de sobrepeso, obesidade, dentre outras comorbidades, alcançam e potencializam os seus resultados focados na melhoria da saúde e bem estar, assim como atletas de alta performance se colocam no topo das suas respectivas categorias.

A Ergoespirometria traz inúmeros benefícios, desde o aumento no rendimento esportivo, até a melhoria na qualidade do sono, e são esses benefícios e como o teste é realizado que você vai aprender agora!

Ergoespirometria ou Teste Cardiopulmonar

O teste se popularizou na área da medicina do esporte devido o exame avaliar de forma objetiva o condicionamento físico, com variáveis cardiovasculares e metabólicas durante esforço, bem como potenciais limitações.

Apesar dessa grande utilidade nas avaliações médicas em esportistas que auxilia na exclusão de fatores de risco e doenças que podem expor a saúde dos atletas, além da obtenção de diagnósticos que aumentam o desempenho esportivo, o teste ergoespirométrico é também ferramenta de extrema importância para o tratamento de problemas respiratórios e cardiovasculares.

É um aliado no combate ao sedentarismo e promoção das atividades físicas de forma correta e proveitosa, visando trazer benefícios para todas as pessoas e esportistas em todos os níveis.

Como o teste é realizado?

São vários os aparelhos ergométricos utilizados na realização do teste ergoespirométrico, os mais convencionais são a bicicleta estacionária e esteira ergométrica. Cada pessoa tem um protocolo próprio, determinado de acordo com o seu perfil pessoal de condicionamento e objetivos.

O teste é composto por um eletrocardiograma de esforço, acompanhamento do comportamento da pressão arterial, da oximetria de pulso e análise metabólica pelos gases expirados (o consumo de oxigênio -VO2 – e produção de gás carbônico -VCO2) do paciente, fazendo o uso de um sistema bucal, ou máscara facial, sob monitoramento constante.

É possível realizar teste da função pulmonar antes, durante e após o esforço, para diagnósticos adicionais de problemas ou limitações pulmonares.

Tempo de duração do teste

Nos protocolos habituais em que ocorre o incremento gradual do esforço, a realização do teste não ultrapassa os 40 minutos contando já com a recuperação e preparo, sendo o tempo de exercício variável de 8 a 15 minutos, conforme a condição de cada paciente.

O foco é na chegada do cansaço máximo subjetivo, sendo nesse caso recomendado a realização por um profissional cardiologista especializado.

Há ainda outros protocolos que podem ser aplicados com objetivos específicos, com esforços constantes, também chamado de protocolos retangulares, que auxiliam, por exemplo, no melhor ritmo de eficiência da corrida. Protocolos adicionais também realizados com medida concomitante do lactato, bem como com outros ergômetros, por exemplo, no remo.

As melhores indicações

A Ergoespirometria é uma ferramenta que pode incrementar muito a qualidade de vida da pessoa que se dispõe a fazê-la, desde o atleta profissional que visa aumentar a sua performance ao máximo, passando por portadores de alguma doença do coração ou pulmões, ao sedentário que está sem disposição para praticar qualquer atividade física.

Fadiga, cansaço, falta de ar e outros sintomas são identificados através do teste, com direcionamento da origem pulmonar, muscular ou cardíaca.

Para pacientes que possuem alguma doença do coração, o exame auxilia o cardiologista para avaliar de forma mais precisa a capacidade funcional e alterações no eletrocardiograma de esforço, para melhor análise das opções terapêuticas, sejam elas medicamentosas, prescrição correta dos níveis de intensidade dos exercícios ou indicação cirúrgica.

Apresenta papel de destaque na reabilitação cardíaca, individualizando o cuidado ao cardiopata e/ou pneumopata, determinando sua capacidade física atual e seus limites de efetividade e segurança cardiovasculares para a prescrição do exercício, assim como avaliando o progresso das medidas estabelecidas.

Dentro da cardiologia do esporte usamos o teste para avaliar inicialmente como o exercício de forma individual irá beneficiar o atleta de maneira saudável e, para aqueles que buscam melhor performance, participar de provas ou competições determinar os melhores ritmos de intensidade para o seu objetivo, otimizar o treinamento individual. Excluem-se também limitações cardiovasculares, pulmonar ou muscular, que possam trazer prejuízos para o atleta.

Como é um teste que analisa a queima energética ao esforço, pela relação do consumo de O2 e produção de CO2, também é capaz de identificar a melhor zona de queima de gordura, chamda de Fatmax, que pode ser útil na orientação da perda de peso e para condicionar melhor o metabolismo oxidativo de gordura do seu organismo, também na prática esportiva.

Para concluirmos, só lembrando que todo o procedimento é embasado e documentado de forma precisa por profissional cardiologista especializado, trazendo a segurança que cada pessoa necessita na sua forma individual.

A avaliação é indispensável para todos aqueles que desejam ter uma qualidade de vida melhor, um sono tranquilo, alimentação equilibrada, e reduzir risco cardiológico, pulmonar ou muscular que nos expomos ao praticar uma atividade, ou até mesmo para as pessoas que estão com condições metabólicas e cardiovasculares, por exemplo:

  • Hipertensos;

  • Diabéticos;

  • Distúrbios de dislipidemia;

  • Obesidade;

  • Dentre outras.

No caso dos atletas, do amador ao profissional, busca-se garantir a sua segurança na prática e elevar os parâmetros de desempenho com ganho de performance e rendimento. A performance é particular de cada um, vá em busca do seu melhor seja para o bem estar, seja para o alto rendimento. Pratique atividade física sempre com acompanhamento de profissionais qualificados e que presem pela individualidade. Em breve na Aldeia a nossa clínica de Medicina Esportiva estará em funcionamento para oferecer uma gama de serviços para sua saúde completa! ESPORTE É MEDICINA! SEJA FIT, SEJA LEVE, SEJA ALDEIA!



47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


*todas as informações contidas nesse blog são de propriedade da ALDEIA CLUBE DE SAÚDE©, que detém todos os direitos reservados de autoria. Toda e ou qualquer parte dele não pode ser reproduzido ou usada de forma alguma sem autorização expressa, por escrito, do autor ou editor sob pena de ação jurídica conforme LEI Nº 9.610, DE 19 DE FEVEREIRO DE 1998.

bottom of page